A primeira confraria de vinhos do Brasil
fundada em 1980


O VINHO DO MÊS: A FILIPPO IGT 2008

toscan

Localizada na área central da Itália, limita-se ao norte com a Emilia-Romagna e numa ponta com a Ligúria. Para o lado leste encontra Marche, Úmbria, deixando o Lazio na parte sul. A oeste é banhada largamente pelo Mar Tirreno, tendo bem próxima a belíssima ilha de Elba. Além de ser uma das regiões vitivinícolas mais importantes da Itália, constitui-se também num dos mais importantes centros da história, da cultura e das artes do mundo face ao seu acervo acumulado há muitos séculos principalmente pelo fato de ter sido praticamente o berço da Renascença. Suas cidades históricas se destacam como verdadeiros museus a céu aberto como Firenze, Pisa, Siena, San Gimignano, Arezzo, Montepulciano, Luca, etc., evocando ainda sua história de glórias e conquistas, em magnífica paisagem onde impera uma rica agricultura herdada pelos etruscos a partir dos séculos II e III. Tudo em sua paisagem seja rural ou cosmopolita, lembra um quadro inspiradamente concebido. Toscana vem de Tuscia, terra dos Etruscos que a habitaram, fazendo história e vinhos que ficaram na história. A região é predominantemente ondulada por colinas, com diferentes tipos de solo. Ao noroeste onde se encontram os Alpes Apuanes, o solo é de origem calcária e dolomítica. O pré-Apenino toscano, mostra colinas metalíferas de origem vulcânica, com áreas arenosas e argilosas. Encontram-se também solos sedimentares marinhos e fluviais. Na bacia do rio Arno os terrenos são arenosos e de rochas sedimentares; no vale do rio Elsa prevalece a argila; nas bacias dos rios Orta e Ombrone encontram-se solos arenosos e de grossos cascalhos. O clima do interior é continental, sendo temperado à medida da aproximação do litoral. Índice pluviométrico de 600mm/ano. Os rios mais conhecidos são: Reno, Santerno, Lamone, etc. tributários do Mar Adriático. Já o Arno, Tevere, Magra, Ombrone, etc. deságuam no

Mar Tirreno.
SAN GIMIGNANO
Bellíssima cidade da Província de Siena que abriga famosa construção com treze torres exponenciais. Seu vinho mais famoso é o DOCG Vernaccia di San Gimignano 100% varietal, entre outros brancos e tintos primorosos. A cidade nasceu de pequena vila etrusca fundada no século III AC no alto de uma colina do Val d’Elsa. Passou por forte desenvolvimento no século X quando recebeu o nome do Bispo de Módena, San Gimignano homenageando aquela veneranda entidade religiosa por sua corajosa luta defendendo a vila da ocupação de Átila. O título de cidade aparece somente em 1199 quando vivia forte momento de prosperidade. Conheceu posteriormente um período de decadência, vindo a se recuperar plenamente somente no século XIX.
PODERI DEL PARADISO
Prestigiosa vinícola da região conduzida por Vasco Cetti, esposa Graziella Cappelli e o filho David que se unem com amor e competência na condução da propriedade que alcança 50 hectares na localidade de Strada localizada bem no centro da vila. O enólogo responsável é o conhecido Paolo Caciorgna que incrementa a produção em ritmo de crescimento, prevendo crescimento dos vinhedos. Os vinhos da vinícola já alcançam grande prestígio internacional acumulando prêmios valiosíssimos tanto do Gambero Rosso como Duemiavini, além do famoso Wine Advocate de Robert Parker. O vinhedo possui a forma de anfiteatro e se assenta em solo calcário-argiloso onde consegue formidável amadurecimento dos taninos tão importantes na composição dos vinhos. A Poderi del Paradiso produz o conceituado e DOCG Vernaccia di San Gimignano Biscondola de grande estrutura após rico afinamento em barricas de carvalho francês extraído da famosa floresta de Allier na França. Além desse vinho destacam-se no portfólio da empresa outros tintos como o Bottaccio, um puro Sangiovese, Saxa Cálida, primor de elegância, Paterno II, outro exemplar produto de Sangiovese de grande potência e o mais recente vinho da Poderi, aqui avaliado, o A Filippo um rico “merlot in purezza”. Vale lembrar que a casa é especializada em trabalhar com cepas francesas.
A FILIPPO IGT 2008
Este famoso “Tre Bicchieri” do Gambero Rosso produzido exclusivamente a partir da cepa Merlot, de um vinhedo de dez anos homenageia postumamente com o nome, um querido gato da propriedade cuja silhueta aparece destacada no rótulo. Fermentado em tanques de aço, após passar por maloláctica, sofre maceração por vinte dias, indo posteriormente amadurecer em barricas novas de carvalho francês por dezesseis meses. Apresenta teor alcoólico de 14,95% equilibrado por boa acidez de 5,05 g/litro.
ANÁLISE VISUAL – Vermelho rubi. Impenetrável, exuberante e atraente.
ANÁLISE OLFATIVA – Irradia um frutado copioso, fazendo desfilar cerejas, groselhas, ameixas pretas, entre outras, encantando os sentidos. Ao fundo aparece a madeira sem, contudo roubar a cena. Toques especiados e florais estão presentes além de leve tostado.
ANÁLISE GUSTATIVA – Vinho encorpado revelando no palato grande concentração de sabor. Mostra boa massa tânica que compõe com a acidez equilíbrio e elegância, sustentando a carga alcoólica. O final é rico desfilando todas as sensações anteriores acrescidas de delicado chocolate que perduram longamente. Comparado ao da safra 2005 deixa muito pouco a desejar.

AVALIAÇÃO: 92/100
PREÇO: R$ 140,00 – CASA FLORA – 3327-5199

Saúde!
Daniel Pinto – danipin@uol.com.br

PopUpNewsletterSBAVSP

Cadastre o seu e-mail para receber as notícias da SBAV-SP.

Por favor, assinale: