A primeira confraria de vinhos do Brasil
fundada em 1980


O VINHO DO MÊS: ÜDWE SEMILLON 2011 – BODEGA LOS MIRAS

udwe

PATAGÔNIA ARGENTINA

Trata-se da mais austral das regiões vinícolas da Argentina, 39o latitude sul, praticamente no limite do praticável em relação a vitivinicultura. Na realidade, essa atividade é secundária na região, bastante dedicada ao cultivo de hortaliças e fruticultura geral.
A atividade nessa região busca somente as zonas mais baixas, mais próximas do nível do mar para compensar a temperatura que mesmo assim gira em média, em torno dos 15oC. Em compensação o clima é seco, com chuvas escassas e alto índice de insolação. A vocação dessa região está voltada para a produção de tintos e brancos à partir de castas com alto teor de acidez, principalmente às custas do ácido málico. As uvas mais comumente cultivadas entre as brancas são: Semillon, Chenin Blanc, Sauvignon Blanc, Chardonnay, etc. Com relação às tintas sobressai-se a Pinot Noir considerando aí o reduto mais visível em termos de qualidade para essa cepa, bastando citar como exemplo os fenomenais Chacra 32 e Chacra 55 da Bodega Chacra de Fulano de Tal descendente direto do autor do primeiro Supertoscano (..)da da famosa região italiana. Mas a região também reserva espaço para outras tintas como Malbec, Merlot, Cabernet Sauvignon como coadjuvantes do elenco vitícola.
Uma atividade muito explorada pelas vinícolas da região é o enoturismo, contando com boa infra-estrutura para visita às “bodegas” e chácaras, com boas estâncias para acomodação dos visitantes.
O solo é jovem, aluvial e arenoso contando com também com a presença de pedras graúdas, favorecendo grandemente a drenagem. O quadro geográfico é complementado pela presença de rios caudalosos como o Negro, Colorado, Limay e Neuquén.
Daí tem origem a famosa linha de VINHOS INFINITUS, e, também o CANALE INTIMUM (Vinícola Humberto Canale). A Vinícola Noemía do famoso Malbec Noemía também se faz presente nessa região. Compõem o quadro de produtores vinícolas mais recentes como Família Schröeder em Neuquén, Vinícola del Fin del Mundo, entre outras, incluindo uma não muito conhecida na foz do Rio Negro chamada Vinícola Oceano a 30 quilômetros do mar que produz excelente Sauvignon Blanc e um especial Malbec de riquíssimos sabores. Mais recentemente a região abre caminho para uma bodega que com certeza vai alcançar posição de destaque pelas mãos de seu proprietário e enólogo, Bodega Los Miras de Marcelo Miras.
MARCELO MIRAS E A UVA SEMILLON
Nos anos 1990, enquanto enólogo chefe da Vinícola Humberto Canale Miras já se encantava com a casta Semillon tendo produzido um impressionante exemplar que já na ocasião impressionava os críticos de vinho com o clássico comportamento da cepa com suas delicadas notas de mel e intensa mineralidade além da fina textura. Com o passar do tempo a qualidade do vinho se repetiria convincentemente na produção das safras que se seguiram destacadamente o de 2010. Importante notar que esses vinhos provinham de vinhedo antigo de 1937. O trabalho de Marcelo Miras passa por um período de sucesso na Bodega Del Fin Del Mundo e, mais recentemente, já na vinícola própria Los Miras, conduz com maestria entusiasmante o projeto que cria o Üdwe Semillon com cepas oriundas de vinhedo plantado em 1963 na Zona do Valle Azul.

ÜDWE SEMILLON 2011
Trata-se de um clássico que decerto irá encantar o enófilo mais exigente mostrando a força da Semillon como protagonista de vinho branco feito para a guarda e com certeza um digno exemplar que se beneficiará com decantação antes do consumo. Será com certeza um grande representante do caráter e identidade da Patagônia. Seu teor alcoólico alcança 14%.
ANÁLISE VISUAL – Apresenta brilhante dourado e fina transparência.
ANÁLISE OLFATIVA – Aromas intensos e radiantes com tendência para um cítrico exótico não bem definido. Toques de mel e própolis evoluindo para notas medicinais. A mineralidade está presente com vigor ajudando a compor a complexidade olfativa.
ANÁLISE GUSTATIVA – Exibe grande volume de boca, moldado por agradável textura untuosa e marcante acidez com a presença também aqui do mel de abelha. Final médio para longo deixando um rastro complexo e virtuoso.

AVALIAÇÃO: 90/100
PREÇO: R$ 49,00 (Notável representante da relação preço/qualidade).
Importadora: La Charbonnade
Encontrado à venda no Empório Mercantil – Rua dos Pinheiros, 1156 – Fone: 3034-4878

Saúde!
Daniel Pinto – danipin@uol.com.br

 

PopUpNewsletterSBAVSP

Cadastre o seu e-mail para receber as notícias da SBAV-SP.

Por favor, assinale: