A primeira confraria de vinhos do Brasil
fundada em 1980


Degustação Miguel Torres Espanha

Na noite de 13/11/2012, a SBAV-SP reuniu-se no Restaurante Vino! de São Paulo em conjunto com a importadora Devinum para uma degustação de vinhos das Bodegas Torres. Localizado na Catalunya (Espanha), este produtor se destaca no cenário internacional pela alta qualidade de seus vinhos, desde o seu nível de entrada até os considerados tops. A noite prometia, pois entre os vinhos degustados estaria simplesmente o Mas la Plana 1996, ponto alto da degustação e generosa oferta da Devinum para os presentes. O ambiente acolhedor e o jantar harmonizado oferecido pelo Vino!, transformaram a noite em uma experiência memorável, atestando a competência da cozinha do local, a comando do chef Rodrigo Martins. Os vinhos foram apresentados pela sommeliére Marcia Gombos da Devinum, que conduziu a degustação de forma muito clara e objetiva com informações elucidativas a respeito do produtor e de cada vinho.

Sobre as Bodegas Torres

Com sede na Catalunya, a bodega foi fundada em 1870, e possui hoje mais de 1300 ha de vinhedos, estando presente no mercado de cerca de 140 países. Na Espanha, além da Catalunya, a Torres possui vinhedos em Ribera del Duero e na Rioja. A família também possui empreendimentos no Chile e nos Estados Unidos. A vinícola tem uma grande preocupação com a preservação do meio-ambiente, utilizando práticas de viticultura integrada, depuração de águas residuais, replantio de bosques e uso de energias renováveis.

Vinhos da Noite

1) Miguel Torres Brut

Produtor : Bodegas Torres; Região : Valle do Curicó – Chile; Uvas : Pinot Noir (100%); álcool 12%; Preço : R$ 98,00

Oferecido na recepção antes do jantar, apresentou aromas cítricos de boa intensidade, e em boca uma bela acidez e boa persistência. Um belo exemplar de espumante oriundo do Chile.

2) Viña Esmeralda 2011

Produtor : Bodegas Torres; Região : Catalunya; Uvas : Moscatel (85%), Gewurztraminer (15%); álcool : 11,5 %; Preço : R$ 49,00

O nome deste vinho é uma homenagem à cor do mar Mediterrâneo. O vinho permanece em barricas de inox, de onde é retirado apenas no momento de ir para o mercado.

De visual amarelo verdeal, aromas de boa intensidade apresentando lichia, leve cravo, notas florais e champignon. Em boca corpo leve, acidez média, limão confitado e açúcar residual.

O prato de entrada que acompanhou este vinho era composto de Salmão Marinado Gravad Lax com Jamon Serrano e Mostarda de Cremona. A harmonização se deu melhor com o salmão. Já para o jamon serrano, o desempenho ficou um pouco abaixo, devido a intensidade deste ingrediente.

3) Gran Coronas 2007

Produtor : Bodegas Torres; Região : Penedés; Uvas : Cabernet Sauvignon (85%), Tempranillo (15%); álcool : 14%; preço : R$ 79,00

De cor rubi granada de profundidade média com leve halo de evolução, boa intensidade aromática com amoras e ameixas pretas maduras e notas condimentadas. Em boca com bom corpo e boa acidez, taninos de boa qualidade, equilibrado, notas tostadas e chocolate amargo secundando a fruta.

Fez excelente harmonização com o Puchero Rústico com Javali e Pancetta, prato de sabores e aromas intensos, para o qual a boa estrutura do Gran Coronas fez grande parceria.

4) Celeste Crianza 2008

Produtor : Bodegas Torres; Região : Ribera del Duero; Uvas : Tempranillo; álcool : 13,5 %; Preço : R$ 129,00

Oriundo da Ribera del Duero, uma curiosidade a respeito deste vinho é o belo rótulo, que retrata o céu da região na época da colheita.

De cor rubi de média profundidade, intenso, frutas negras, baunilha, pimenta negra, côco e madeira bem integrada. Em boca com corpo médio, boa acidez e ótimos taninos, confirma o exame olfativo, de boa persistência e equilibrado.

Para este vinho, a harmonização sugerida foi um Arroz de Pato Selvagem com Lentilhas de Puy ao Tomilho. Mais uma vez tivemos um belo resultado. A tempranillo, uva que origina vinhos de corpo médio, é uma boa alternativa para pratos de aves, o que confirmamos nesta noite.

5) Mas la Plana 1996

Produtor : Bodegas Torres; Região : Penedés; Uvas : Cabernet Sauvignon ; álcool 13,5%; Preço : R$ 299,00

O Mas la Plana alcançou fama mundial quando no final dos anos 70 foi considerado o melhor vinho em degustações que contavam com alguns dos grandes ícones de Bordeaux. Nesta safra, permaneceu por 18 meses em barricas de carvalho novo.

De cor rubi profunda e halo de evolução, apresentou aromas intensos de frutas compotadas, ervas secas, couro, sus bois, leve pimentão, fumo e madeira bem integrada. Em boca é encorpado e com boa acidez, taninos finos, volumoso, equilibrado e confirma o exame olfativo. Com bela persistência, ainda apresenta condições de evolução para 5 a 7 anos. Belíssimo vinho que está na plenitude da forma.

Servido com uma Paleta de Cabrito Boer com Torta de Batata ao Molho do Assado, fez grande companhia ao prato. A harmonização se deu de forma natural entre a delicadeza da carne e as notas de evolução que o Mas la Plana 1996 apresenta.

6) Floralis

Produtor : Bodegas Torres; Região : Penedés; Uvas : Moscatel de Alexandria; álcool 15%; Preço : R$ 69,00

Permanece por 18 meses em carvalho novo.

De visual amarelo âmbar, aromas intensos de mel, amêndoas, frutas secas, casca de laranja e notas florais.Em boca é encorpado e com acidez média, coco queimado e boa persistência.

Fez bom par a uma Torta de Grãos com Rapadura e Sorvete de Vanilla Madagascar Diletto, fechando a noite de forma brilhante.

PopUpNewsletterSBAVSP

Cadastre o seu e-mail para receber as notícias da SBAV-SP.

Por favor, assinale: